NIC.br

Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR
CGI.br

Imprensa NIC.br

Ir para o conteúdo

Arquivo do Clipping 2005

Veículo:Folha Online
Data: 25/05/2005
Assunto: CGI.br

Fascinado por inovação, brasileiro impulsiona 10 anos da web

Há dez anos, os brasileiros passaram a ter acesso à internet comercial --até então, esta ferramenta era utilizada principalmente no ambiente acadêmico. Desde 1995, formou-se no país um perfil de internauta com características regionais, que se mostrou bastante receptivo às novidades oferecidas pela web.

"A curva de absorção da internet está ligada à história recente do Brasil. Durante muitos anos, os brasileiros tiveram de sair do país para conhecer novas tecnologias. Por isso, eles aderiram rápido a essa ferramenta que dá acesso às novidades de todo o mundo", afirma Antonio Tavares, presidente da Abranet (Associação Brasileira dos Provedores de Acesso) e conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil.

A curiosidade criada em torno da rede fez com que os internautas brasileiros embarcassem em peso no universo virtual na segunda metade da década de 90. Para especialistas, essa forte adesão é uma característica comum entre os brasileiros --povo menos cauteloso do que o europeu, por exemplo, na hora de experimentar novidades.

Conforme ganharam intimidade com a internet, os usuários criaram páginas nacionais, com marca própria. "A internet brasileira é mais criativa e comunicativa do que em outros países", afirma Bob Wollheim, um dos brasileiros pioneiros nesta área, que montou a produtora Yes!Design em 1995. Hoje, Wollheim é responsável pelo FotoSite e a página de empreendedorismo EmpresaBrasil, entre outras iniciativas.

Recursos de comunicação, de fato, estão entre os mais populares da internet brasileira. Os internautas locais lideram a lista dos que mais usam comunicadores instantâneos, dominam o site de relacionamento Orkut e também os endereços para postagem de blogs e fotologs.

Wollheim classifica o número de internautas locais como "fantástico", se considerados os fatores econômicos e sociais do país --segundo o Ibope/NetRatings, cerca de 32 milhões de brasileiros têm acesso à internet. "Se tivéssemos as mesmas condições que os EUA, por exemplo, certamente seríamos o país líder no uso da internet", diz.